EnglishFrenchJapanesePortugueseSpanish

Roda Viva – Felipe Neto agora é pensador político

O Roda Viva lhe fez várias diversas perguntas, mas nenhuma foi respondida diretamente. Talvez pelo fato de estar nervoso, o produtor digital não soube ser preciso nas suas respostas.

Publicado em

Roda Viva é um programa de entrevistas da TV Cultura que esta no ar desde 1986. O entrevistado se senta no meio da arena e é questionado por diversos jornalistas que estão à sua volta.

O mesmo já foi palco de discussões acaloradas e acusações graves. Políticos dos mais variados partidos e até grandes nomes da cultura brasileira já passaram por lá.

Estavam presentes Rachel Sheherazade (SBT), Edgar Piccoli (Jovem Pan), Ticá Almdeia (Twitter Brasil), Mariliz Pereira Jorge (Folha de São Paulo), Carol Pires (New York Time BR) e Verá Magalhães foi a regente do debate.

Desta vez, o youtuber Felipe Neto foi o privilegiado da vez. Com a pandemia de Covid-19, as perguntas no Roda Viva foram feitas de forma digital, usando a internet como ferramenta e mecanismo primordial para entrevista.

Felipe teve sua ascensão na década de 2010, com a explosão do YouTube, o influenciador digital começou sua carreira esbravejando contra assuntos em alta da época.

Felipe Neto entrevistado do Roda Viva

Foi nacionalmente conhecido como o hater da internet, usando um óculos escuro e um cenário bastante inusitado, pronunciando diversos palavrões no seu quadro Não Faz Sentido.

Atualmente, Felipe Neto afirma ter mudado e assumido uma nova postura. O mesmo continua produzindo conteúdo para o meio digital, mas agora usa de um posicionamento mais brando e aceitável por alguns pais.

Recentemente, o produtor digital levantou a bandeira da oposição política, disse se arrepender de ter ficado calado na época da campanha em 2018, quando Jair Bolsonaro foi eleito como presidente do Brasil.

Felipe diz que ficar calado diante da censura que diz estar tomando forma, é ser conivente com o fascismo que o governo federal tem flertado.

O Roda Viva lhe fez várias perguntas, mas nenhuma foi respondida diretamente. Talvez pelo fato de estar nervoso, o produtor digital não soube ser preciso nas suas respostas.

Sempre falando vários “não sei” e citando diversos escritores, tentando aparentar ser mais intelectual, querendo mostrar que estudou alguma coisa durante esses anos e que esse estudo foi responsável pela sua mudança.

Obviamente, que seja louvável uma mudança boa e que agregue um bom valor ao caráter, mas fingir algo que não é, torna-se um pouco forçada.

Quando foi questionado qual sua ocupação favorita, entre ser empresário bem sucedido e criador de conteúdo e “pensador político”, Felipe afirmou que tem adorado jogar Minecraft e ainda deu dicas de alguns modos de jogo.

Também foi lembrado o episódio em que o mesmo comprou 15 mil exemplares de um livro com cenas e histórias homossexuais que foi censurado pelo prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella.

Felipe confirmou ao Roda Viva que o crédito não deveria ser só dele, comentou que haviam diversas outras pessoas envolvidas e que ele só escreveu e assinou o cheque para a compra.

Aparentemente o empresário está totalmente contra o governo de Jair Bolsonaro, também pudera já que o presidente vem cometido atitudes errôneas, pedindo a volta de decretos que são um atentado contra a democracia, atitude comentada pelo produtor digital.

O entrevistado falou que tem se sentido “de volta às raízes”, comentando sobre as suas produções que não cessaram com os efeitos da pandemia de Covid-19.

Falou que os seus roteiristas, editores e todo o resto de sua produção, continuam trabalhando normalmente. Comentou que se sente bem fazendo sozinho o trabalho que antes delegava aos outros.

Foi perguntado também sobre a sua empresa de coxinhas a qual era uma das patrocinadoras do time de futebol Botafogo. Prontamente, Felipe falou que depois que se assumiu vegetariano, não achou mais sentido em seguir com esse empreendimento.

Assumindo sua nova dieta, o influenciador também afirmou ter perdido um contrato no valor de R$ 470 mil pagos por uma empresa de sanduíches, mas disse que não havia nexo já que a mesma tinha em seu cardápio comidas veganas e vegetarianas.

Carol Pires perguntou de Felipe se ele acreditava em meritocracia, já que, segundo Carol, ele é um case de sucesso. Prontamente o mesmo disse que “absolutamente não”, que a meritocracia é uma grande ilusão liberal.

Concluiu falando que o conceito foi criado por pessoas que querem vender sonhos e muita das vezes estão lucrando com a venda desses sonhos. Ainda comparou um branco e um negro, afirmando que quando se faz tal comparação, logo não existe a meritocracia, principalmente em um país como o Brasil.

Como ele mesmo afirmou na entrevista, realmente não é área de especialidade que o empresário domina. Felipe Neto conseguiu falar diversas palavras, mas não chegou a lugar algum.

O Roda Viva perguntou sobre seus processos movimentados contra alguns deputadores e senadores, bem como o processo que Silas Malafaia inciou contra Felipe Neto e, posteriormente, o produtor digital iniciou outro processo contra Malafaia.

O empresário também criticou firmemente CNN e outras plataformas de informação, alegando que nem todos tem acesso ao conteúdo só para assinantes e que algumas mídias elitizam a informação.

Felipe Neto falou que gosta mais de jogar Minecraft

Afirmou também que quer usar de todos o privilégio de ser um homem branco, hétero e rico para ajudar pessoas que não tem o acesso ou sofrem preconceito por ser gay ou pobre diante do governo atual. Ótimo discurso para quem realmente não entende o mínimo de política e conseguiu tirar o pouco de credibilidade que lhe restava.

Lamentavelmente um programa que entrevistou diversas figuras icônicas e importantes como Sergio Moro, Tom Jobim e Grande Otelo, foi pateticamente mal explorado, elevando o nível de acefalismo dos telespectadores e insultando a inteligência trazendo Felipe Neto e lhe dando o título de pensador político.

Leia mais: Começo da vitória – Hospitais no Amazonas esvaziam 90% de seus leitos

SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR

Please enter your comment!
Please enter your name here

Leia mais em
X