Chinese (Simplified)EnglishFrenchJapanesePortugueseSpanish

Hoje é dia do professor, e daí?

Publicado em

Hoje ao acordar fui surpreendido com uma enorme quantidade de mensagens. Foi então que me dei conta, que hoje é 15 de outubro, dia em que é comemorado no Brasil, o Dia do Professor.
Sou professor há mais de duas décadas, mas confesso que essa profissão está tão desprestigiada em nosso país, que as vezes, nós mesmos não temos o que comemorar.
Mas não é minha intenção com este artigo, fazer ás vezes de “advogado do diabo” e olhar apenas o lado ruim da questão.
O professor é essencial para a existência da sociedade e merece respeito e reconhecimento.
Como este profissional é importantíssimo para o desenvolvimento humano, nada mais justo que uma data para que celebremos seu valor. As escolas, nesse sentido, organizam diversas atividades celebrativas nesse dia, o que ficou bastante afetado este ano, por conta da pandemia por Covid-19.

Afinal, quando foi criado o dia do professor?

Por quê o Dia do Professor é comemorado no dia 15 de outubro? Para responder a essa pergunta, começaremos pela oficialização da data, que ocorreu no ano de 1963. Por meio do Decreto Federal de número 52.682, ficou decido que o décimo quinto dia do mês de outubro seria um novo feriado escolar, destinado a reconhecer  a importância  dos professores.
Porém, antes desse decreto, a data já era comemorada em algumas cidades como uma iniciativa não oficial.
A partir do ano de 1947, o professor Salomão Becker começou a promover o descanso na metade do mês de outubro. Além de ser uma pausa nas atividades escolares, a data representa um momento para o professor avaliar sua prática e definir como será o andamento do período final. Essa ideia foi muito bem aceita, o que impulsionou a criação do feriado.
O dia 15 de outubro não é apenas uma boa data para avaliação das práticas, mas também representa a data em que D. Pedro I definiu o Ensino Elementar no Brasil. O decreto imperador do Brasil estabelecia a necessidade de escolas em todas as cidades brasileiras.
A lei foi um dos primeiros atos de valorização do ensino em contexto nacional.
Uma boa forma de comemorar o Dia do Professor dentro das escolas, envolve a realização de eventos festivos. Como isso não é possível nos dias atuais, por razões óbvias e já mencionadas, uma maneira justa seria o poder público abrir discussões de como melhorar a vida dos professores,  desde melhores condições de trabalho, bem como, o merecido reconhecimento financeiro, através de um salário justo.
Mas entra ano e sai ano e essa pauta não vinga nas assembleias legislativas de todas as esferas.

Hoje ser professor é um ato de heroísmo. 

Além de enfrentar as péssimas condições de trabalho em unidades educacionais sucateadas, tem que colocar a própria vida em risco devido aos crescentes índices de violência.
Hoje seria um dia para comemorar, e ainda é, mas não podemos “tapar o sol com a peneira”. Precisamos levantar bandeiras e exigir mudanças e direitos.
Uma nação que não cuida da educação de seus filhos, está fadada a ter uma sociedade marginalizada e seu progresso comprometido.
Há sempre uma esperança guardada no fundo dos nossos corações, que um novo tempo chegará. Enquanto isso não acontece, nós professores, continuamos firmes no cumprimento do dever, pois somos movidos por um senso de missão.
Por: José Baptista Santos
Graduado em Marketing pela UNINORTE-Laureate International Universities, atualmente é Diretor do Instituto Brasileiro de Educação e Desenvolvimento da Comunicação.
Através de seus cursos e livros tem ajudado diretamente no desenvolvimento de milhares de pessoas, em mais de duas décadas como docente.
Contatos:
Whatssapp: 92 98201-2859
Instagram: ibedc.oficial
Facebook: jbsantosmaster
Continua depois da publicidade

SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR

Please enter your comment!
Please enter your name here

Leia mais em
X