Chinese (Simplified)EnglishFrenchJapanesePortugueseSpanish

Setor de serviços do AM cresce 5,4%, aponta IBGE

Alta colocou Estado na quinta melhor posição em nível nacional no mês de setembro.

Publicado em

O setor de serviços do Amazonas cresceu 5,4% no mês de setembro em relação a agosto deste ano, segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), divulgados nesta quinta-feira (12).

O estado registra alta pelo quinto mês seguido, de acordo com o órgão.

O desempenho posicionou o estado na quinta posição entre as outras unidades da federação. Os melhores resultados foram Piauí (11,9%), Mato Grosso do Sul (9,1%), Roraima (8,4%) e Rio Grande do Norte (6,7%).

Continua depois da publicidade

Leia também: BC propõe medidas para facilitar transferências para o exterior

Este ano os serviços não essenciais tiveram suas atividades suspensas, como forma de evitar a propagação do vírus.

A suspensão aconteceu em março, e a retomada se deu por meio de ciclos, entre junho e setembro deste ano. Apesar disso, o setor de serviços vem, ao longo dos meses, se recuperando, segundo o IBGE.

O ganho acumulado em setembro fez com que, na comparação com setembro de 2019, o índice de serviços crescesse 8,4%, no Estado. A primeira taxa positiva nesta comparação, desde o início da pandemia de Covid 19 no Brasil.

Variação acumulada no ano

A variação percentual acumulada no ano, que compara o volume de serviços do período atual (de janeiro a setembro) com o mesmo período do ano anterior, de -0,6%, inseriu o setor de serviços do Amazonas na segunda posição entre as demais unidades da federação, ou seja, apesar do resultado negativo do Estado, as demais UFs acumularam maiores perdas do que o Amazonas durante o ano, na comparação com o ano anterior.

Os piores desempenhos foram os do Alagoas, com -19,4%, Bahia, com -18,4%, e Rio Grande do Norte, com -17,0%.

E os melhores desempenhos, os do Rondônia, com 3,4%, Amazonas, com -0,6% e Mato Grosso, com -1,0%, mesmo com os índices negativos.

Fonte: G1 Amazonas

Categoria

SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR

Please enter your comment!
Please enter your name here

Leia mais em
X