Foto: Reprodução

Há mais ou menos 18 anos, um pequeno grupo de artesãos e comerciantes passou a se reunir aos domingos, na Avenida Eduardo Ribeiro, Centro Histórico de Manaus, para comercializar os mais diversos produtos que vendiam.

E logo, esta reunião, tornou-se a Feira de Artesanato e gastronomia, mais popular da cidade, que conta, com cerca de 280 permissionários.

Artesanato local em madeira – Foto: Divulgação

Na Feira, moradores e turistas encontram o que há de melhor em artesanato, culinária, plantas, vestimentas, produtos para animais, dentre outros produtos regionais.

A pedida aos domingos, é se deliciar, com as barracas de café da manhã, onde o carro-chefe é o famoso sanduíche, conhecido como o X-caboquinho (um delicioso pão massa-grossa, com tucumã, queijo coalho e banana frita), onde tem uma versão feita de tapioca, bastante consumida, fora as outras guloseimas que a feirinha oferece. 

O famoso sanduíche caboquinho – Foto: Reprodução

Fonte sustentável de renda, rico e variado, com muita influência na cultura indígena, sendo considerado uma das mais significativas e belas expressões da arte popular brasileira, o artesanato Amazônico, pode ser encontrado na feirinha em diversas barracas, dedicadas a esses produtos.

Também é possível, apreciar apresentações como, roda de capoeira, e outros artistas de rua que estão por lá aos domingos. 

A Feira de artesanato, tem vista, para o Palácio da Justiça, Teatro Amazonas, onde pode-se fazer uma visita, tendo em vista que ambos os locais funcionam aos domingos de 09h as 14h (da tarde), descendo a Avenida vemos, o Largo da Matriz, na qual localiza-se a Praça e a Igreja Matriz de Nossa Senhora da Conceição e o Porto de Manaus. 

Por Thayene Freitas

SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.