Revista Tipo

Correr e bater em Londres! Dicas para sobreviver na terra da rainha

A Inglaterra tem uma aura especial, seja por conta da sua história de reis e rainhas que dura até hoje, ou pelas  paisagens que já serviram de cenário pra várias histórias ou até pelas infinitas personalidades das mais variadas áreas que saíram da pequena ilha do Reino Unido. Ou talvez por tudo isso junto, o país é alvo de muita curiosidade dos turistas.

Eu, Kamilla Vieiralves, editora de conteúdo aqui do site (que super me enquadro nessa), tive a chance de ir a Londres no último mês de novembro e o pessoal aqui do portal pirou nas dicas. Por isso, hora de dividi-las também com você, leitor!

  • A primeira coisa que você tem que saber é que a Inglaterra não é um país barato. Triste, mas real. Então, vale muito a pena pesquisar as taxas de câmbio e se organizar direitinho para não acabar com pouco dinheiro na sua viagem.
  • Muita gente pergunta se tem um valor mínimo de libras por dia, mas isso depende inteiramente de você se do seu estilo de viagem.
  • Londres também é uma das cidades mais caras em termos de hospedagem. Por isso, prefira sempre procurar hostels ou Airbnbs. Na Europa, eles costumam ser muito populares. (Ah! Também não se assuste, os quartos costumam ser pequenos mesmo).

Antes mesmo de pisar na terra da Rainha, faça uma lista dos lugares que você quer conhecer e tente dividir seus passeios por região da cidade. Vai facilitar muito o seu dia a dia.

  • IMPORTANTE: Separe todos os documentos sugeridos pelo site oficial da imigração. É um pouco trabalhoso, mas é melhor prevenir. Você pode dar a sorte de ninguém pedir nada ou de ser preciso mostrar um por um.
  • Assim que sair da estação do aeroporto, compre o Oyster – o cartão do metrô. Só o cartão custa 5 libras e você pode carregar a partir de 5 libras também. Guarde esse cartão em um lugar seguro, é ele que vai te levar para qualquer lugar em Londres.
  • Uma vez na cidade, você vai andar MUITO. Escolha sempre roupas e sapatos confortáveis.
  • Não se assuste com as distâncias. É uma cidade enorme, mas dá pra chegar em praticamente qualquer lugar de metrô.
  • Evite restaurantes. Os “meal deals” são os melhores amigos de quem quer economizar na Inglaterra. Você pode encontrar na Boots (farmácia) ou na Tesco (mercado) um prato salgado – comida ou lanche – , uma sobremesa e uma bebida por 4 libras. Vale muito a pena!
  • Se você não se importar de comer fast foods, o Mc Donald’s tem combos por 4,70 libras.
  • Mas tire ao menos uma refeição para provar o famoso fish and chips inglês. Eu, pessoalmente, prefiro um bom tambaqui assado, mas… uma vez na Inglaterra, prove!

  • Você vai receber MUITA moeda de troco. Mas não se assuste! Como a moeda é forte, cada centavo conta – literalmente. Tente sempre repassá-las em outras compras (ou você vai acabar com os bolsos pesados!).
  • Evite comprar lembrancinhas em lugares próximos aos pontos turísticos!! Elas costumam ser muito mais caras. Prefira lojas ou barracas pela rua, com preços mais em conta.
  • As entradas de atrações são as únicas coisas que não tem muito como economizar – em alguns lugares é possível comprar em combos. Por isso, pesquise bem antes de ir e separe um orçamento pra isso.

  • Se for passar pouco tempo na cidade, o city tour “Hop on Hop off” pode ser interessante para você. O famoso ônibus de dois andares vermelho roda a cidade toda e você pode descer até cinco vezes e subir de volta para continuar o passeio.
  • Se tiver tempo, visite outras cidades no país. Brighton (cidade de praia e desse pier famoso aí) pode ser uma boa opção de bate-volta. A cidade fica a cerca de 1h30 de trem e, pesquisando com antecedência, você encontra de passagens de até 8 libras.

No mais, a cidade é linda! E tudo aquilo que a gente imagina mesmo. Os ingleses, no geral, são muito educados e sempre prontos a ajudar. Se prepare para uma baita experiência multicultural e boa viagem!

Adicionar comentário