26 C
Manaus
domingo, fevereiro 17, 2019

Veja aqui mais informações sobre o filme “A Chegada”

Se o final de semana for como esse inicio de semana com muita chuva e até um “friozinho”gostoso nossa dica vai para você reunir a família ou até assistir sozinho(a) o filme “A Chegada” uma intrigante ficção científica que faz pensar.

“Somos uma maneira do universo de conhecer a si mesmo”. A famosa frase de Carl Sagan* fala sobre a aproximação da imensidão do universo com o íntimo do ser humano.

Há um pouco de universo dentro do homem e um pouco de homem na vastidão universal.

Assistir esse filme quando navegava pelo rio Madeira, a noite olhar para o rio e olhar para as estrelas chaga a dar medo tamanha imensidão.

A chegada é um exercício a fim de entender o íntimo. Confesso a vocês que assisti mais de uma vez para tentar entender a trajetória da Dra. Louise Banks (Amy Adams), uma linguista convocada pelo governo americano e do matemático Ian Donnely (Jeremy Renner) para estabelecerem contato com alienígenas de uma das doze naves que pousaram no planeta terra.

O filme não é sobre uma invasão com o planeta sendo destruído, com mortes e caos instalado.

Ao contrário é o filme é uma ficção científica existencialista, humanista e pacifista sobre a busca de um contato onde o alienígena pode não ser uma ameaça.

É um filme explicitamente sobre a comunicação em que a protagonista é a consciência de que a comunicação é de fato o caminho, que é no diálogo que se encontrará as perguntas essenciais a serem feitas para os visitantes.

Aliens

A chegada é um filme bonito de se ver, mas não muito fácil de se compreender. Talvez pela forma como o filme representa as inversões temporais propostas pelos alienígenas fazem com que personagens e espectadores pensando da mesma maneira que os Aliens.

E este pensamento ocorre de forma não-linear e não espacial, onde tempo e espaço se misturam que remete a um fluxo de pensamento constante, os flashbacks de Louise e com sua filha seriam realmente flashbacks? ou seria um mergulho linguistico que da protagonista?

Sendo assim, o cineasta constrói um filme em que o mistério ganha contornos muito reveladores.

Eu considero A Chegada uma ficção científica muito boa, capaz de fugir do óbvio.

Confere lá…

*Carl Edward Sagan foi um cientista, biólogo, astrônomo, astrofísico, cosmólogo, escritor e divulgador científico norte-americano.

Por: Cláudia Marcião

SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.