26 C
Manaus
domingo, fevereiro 17, 2019

Veja aqui mais informações sobre o filme

Três anúncios para um crime é um drama intenso e bem relacionado ao crime, com excelentes atuações, principalmente de Frances MacDormand, que interpreta Mildred Hayes uma mulher durona que não admite desaforos, não teme as autoridades e é determinada o bastante para assumir o controle de situações que muitos veriam como sem esperança.

Já o  carismático de Woody Harrelson (Willoughby ) é também essencial, levando o espectador a simpatizar com o chefe de polícia mesmo sabendo que, a rigor, ele é o antagonista de nossa (anti-) heroína.

Willoughby é um homem  bom, com um surpreendente bom humor diante da morte iminente, por conta de um câncer, capaz também de ver bondade até em Dixon (Sam Rockwell), um claro exemplar do tipo de policial que sem sombra de dúvida, jamais deveria portar arma ou distintivo, mas há  algo no personagem que nos impede de odiá-lo, talvez caracterização de um indivíduo infantil que fica sem respostas ao ser ridicularizado, que passa mal ao ver fotos de um crime e que ainda mora com a mãe, além da sua “adoração” por Willoughby.

O filme começa com Mildred ao volante de sua caminhonete perto de três outdoors abandonados.

Dominada pela frustração e pela raiva diante da aparente inércia dos policiais locais no que diz respeito à morte da filha, que, antes de ter o corpo carbonizado, foi estuprada, Mildred decide comprar anúncios nos outdoors para questionar a policia e, em particular, o chefe Willoughbys uma solução para o crime.

Estampando texto preto contra um fundo vermelho-sangue, ela usa os outdoors para anunciar sua cruzada.

Em certos momentos Mildred parece imune à sua dor, em outros ela se vê tão envolvida pela dor de um coração partido que não consegue ver a de mais ninguém.Os cartazes transformam essa dor em uma arma.

Você vai gostar também>>Veja a nossa crítica do Filme em destaque

Ambientado na pequena cidade, grande parte do história envolve  ondas de indignação, confusão e tensão que os cartazes inspiram.

A tensão, por sinal, é potencializada não apenas pelo fato de todos se conhecerem desde sempre (o que faz de todas as questões algo pessoal de um modo ou de outro), mas também porque não há como evitar os desafetos em um local tão minúsculo – e a proximidade entre a delegacia e o escritório de Red Welby (Jones), responsável pelos outdoors, é um fator complicador.

Apesar do longa, na maior parte do tempo, manter a foco na ideia, na mágoa, na dor que Mildred alimenta, do mesmo modo, o humor surge da brutalidade, como na cena no consultório do dentista e, claro, há a passagem em que Mildred vê um cervo em um raro momento de paz e que, mais tarde, a câmera parece procurar sem encontrá-lo quando a personagem toma uma decisão alarmante.

Um filme para se visto com um bom balde de pipoca e com guaraná!

Por: Claudia Marcião

SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.