Chinese (Simplified)EnglishFrenchJapanesePortugueseSpanish

Sobe para 6 o número de mortos em confrontos no Santo Agostinho

Conforme a polícia, três suspeitos morreram durante a madrugada e três pela manhã, após passarem um período internados. Até às 18h deste domingo, apenas dois foram identificados no IML

Publicado em

Subiu para seis o número de mortos em ações realizada pela Polícia Militar do Amazonas (PMAM), na madrugada deste domingo (21), no bairro Santo Agostinho, zona Oeste de Manaus. A informação foi confirmada pelo Instituto Médico Legal (IML), após apuração do portal Em Tempo.

Como resultado final da ação, três suspeitos morreram durante a madrugada e três pela manhã, após passarem um período internados.

Até às 18h deste domingo, apenas dois foram identificados no IML e aguardam a família para os devidos procedimentos. São Herbert de Almeida Pereira, 30 anos e Cassiano Pinho da Silva, de 27 anos, fugitivo do Complexo Penitenciário Anísio Jobim (Compaj).

Cronologia das ocorrências

Continua depois da publicidade

Os policiais da Força Tática começaram o patrulhamento pela Rua Santa Rita, por volta da 1h da madrugada, e foram recebidos a tiros. Um dos suspeitos foi baleado.

Com ele, os policiais pegaram três armas de fogo. O homem foi levado para atendimento no SPA Joventina Dias, na Compensa, também na zona oeste, mas acabou não resistindo.

As equipes continuaram as ações, com reforços da Rocam e do Batalhão de Choque, que fizeram uma varredura na região. Por volta das 1h10, uma equipe da Rocam se deparou com um grupo armado na Rua Projetada, loteamento Jonasa.

Armamento foi apreendido durante a ação | Foto: Divulgação/SSP-AM

Os traficantes atiraram contra os policiais, enquanto tentavam fugir.  Os dois infratores foram levados ao SPA Joventina Dias e e acabaram morrendo.

Logo depois, a equipe de apoio da Rocam seguiu para a rua Esmeralda, quando um dos infratores começou a disparar contra a polícia, que revidou a agressão e neutralizou o criminoso. Ele foi encaminhado as presas para a mesma unidade de saúde dos demais, onde também foi constatado a morte.

Na Avenida Coronel Teixeira, as equipes do Choque se depararam com mais suspeitos armados. que iniciaram uma nova troca de tiros. Dois criminosos foram baleados e morreram na manhã deste domingo (21), após ficarem internados desde a madrugada. Na ocasião, dois revólveres foram apreendidos.

Prisões

Na mesma madrugada, também foram presos seis homens que participaram do tiroteio. Por meio de denúncias, a Rocam seguiu o grupo até o beco Ursa Menor, que tentou fugir para uma área de mata no bairro Santo Agostinho.

Um dos homens foi preso em uma residência, onde várias armas de fogo e drogas estavam escondidas – um revólver calibre 38, duas pistolas, uma arma de fabricação caseira, 96 munições e seis tabletes de maconha. O grupo foi conduzido ao 19° DIP, onde todos os procedimentos legais foram realizados.

Briga de facções 

No bairro Santo Agostinho, o clima é de medo. O Em Tempo esteve nas proximidades do tiroteio e conversou com moradores da região, que preferiram não se identificar por medo de represálias.

“De noite, a gente sabe que é melhor não colocar o pé para fora de casa, pois quando tem esses confrontos, é sempre assim, sempre tem morte”, relatou uma moradora do bairro, que virou palco de briga entre facções criminosas nas últimas semanas.

Categoria

SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR

Please enter your comment!
Please enter your name here

Leia mais em