Chinese (Simplified)EnglishFrenchJapanesePortugueseSpanish

Média de enterros diários em Manaus cai 67% e atinge menor índice de 2021

No pico da segunda onda da Covid, Manaus registrou média de 181 enterros diários. Nesta primeira semana de março, esse número caiu para 59.

Publicado em

A média de enterros diários em Manaus teve uma queda de 67,1% nas últimas sete semanas, conforme dados da prefeitura. Nesta semana, de 28 de fevereiro a 6 de março, a capital registrou o menor índice de sepultamentos de 2021, após alcançar recordes na segunda onda da Covid-19.

De acordo com dados da prefeitura, entre 17 e 23 de janeiro deste ano, foram registrados 1.272 sepultamentos, uma média de 181,71 enterros diários – maior índice registrado em 2021.

Nesta última semana, foram registrados 418 sepultamentos (média de 59,71 enterros diários). Antes da pandemia, eram realizados, em média, 30 enterros diários.

Continua depois da publicidade

No começo deste ano, o Amazonas passou a enfrentar a segunda onda da Covid-19. Em janeiro, cenas de caos foram vividas nos hospitais da capital, que ficaram superlotados e, por dois dias, faltou oxigênio. Esse segundo surto superou os recordes registrados no primeiro, ocorrido entre abril e março do ano passado.

No ano passado, com o grande volume diários mortes, caixões foram enterrados em valas comuns em Manaus, e alguns chegaram a ser empilhados. Neste ano, a prefeitura decidiu não voltar com o procedimento, e investiu na construção de estruturas verticais, conhecidas como “gavetas”.

Por conta no novo colapso no início deste ano, tristes voltaram a ser presenciadas nos cemitérios da capital: filas de caros funerários para enterros, e instalação de câmaras frigoríficas.

Total de sepultamentos por semana em Manaus:

  • Semana 3 a 9 de janeiro – 694 sepultamentos
  • Semana 10 a 16 de janeiro – 1.259 sepultamentos
  • Semana 17 a 23 de janeiro – 1.272 sepultamentos
  • Semana 24 a 30 de janeiro – 1.111 sepultamentos
  • Semana 31 de janeiro a 6 de fevereiro – 998 sepultamentos
  • Semana 7 a 13 de fevereiro – 800 sepultamentos
  • Semana 14 a 20 de fevereiro – 680 sepultamentos
  • Semana 21 a 27 de fevereiro – 532 sepultamentos
  • Semana 28 de fevereiro a 6 de março – 418 sepultamentos

Durante o mês de janeiro, o recorde diário de enterros em Manaus foi batido por cinco vezes desde o começo da pandemia da Covid-19. Durante o período, o maior número de sepultamentos em um único dia foi de 213 enterros, registrados no dia 15 de janeiro.

  • 10 de janeiro: 144 enterros
  • 11 de janeiro: 150 enterros
  • 12 de janeiro: 166 enterros
  • 13 de janeiro: 198 enterros
  • 15 de janeiro: 213 enterros

A última vez que Manaus teve tantos enterros, de causas em geral, havia sido em 26 de abril, com 140 registros (com dados apenas de espaços públicos). Na época, o estado enfrentava a primeira onda da doença, e sofreu colapsos no sistema público de saúde e funerário.

Comércio aberto após 2ª onda

Mesmo com o cenário de caos devido a pandemia da Covid-19, o Governo do Amazonas publicou um decreto com medidas de circulação de pessoas, em 19 de fevereiro, que flexibilizou novamente a abertura parcial do comércio, no fim de fevereiro.

O decreto foi prorrogado por mais sete dias a partir de 1º de março e também autorizou o funcionamento de academias e similares, no horário das 6h às 11h, de segunda a sábado, com limite de 50% da capacidade.

Na sexta-feira (5), o governo anunciou um novo decreto com ampliação dos horários de abertura de lojas em geral, shoppings centers e restaurantes. As novas medidas entram em vigor a partir de segunda-feira (8) e serão válidas por 15 dias.

Confira o que pode muda com o novo decreto:

  • O período restrito de circulação de pessoas em espaços e vias públicas, em todos os municípios, será 21h às 6h.
  • As lojas em geral poderão abrir de 9h às 17h, de segunda a sábado. No domingo, fica proibido o funcionamento. Lojas de som, acessórios e similares podem funcionar de 9h às 17h, de segunda a sexta, com 50% da capacidade.
  • Supermercados e padarias podem funcionar entre 6h e 20h.
  • Restaurantes, lanchonetes e estabelecimentos registrados como restaurantes podem funcionar de 6h às 20h, de segunda a sábado, com capacidade máxima de 50%. Nesses locais, delivery liberado por 24h. Drive-thru liberado de 6h às 20h; Música ao vivo está permitida com no máximo três integrantes na banda. Salão de dança não está permitido.
  • Shoppings centers também estão liberados de 10h às 18h, de segunda a sábado, com ocupação máxima de 50% da capacidade. Delivery e drive thru podem funcionar no mesmo horário do shopping. Praças de alimentação podem funcionar com as mesmas condições dos restaurantes.
  • Restaurantes localizados em hotéis, pousadas e similares podem funcionar conforme regras de restaurantes.
  • Flutuantes registrados como restaurantes podem funcionar de 9h às 16h, de segunda a sexta. Sem música ao vivo, com 50% de ocupação. Sábado e domingo devem permanecer fechados.
  • Marinas podem funcionar de 6h às 18h, de segunda a sexta.
  • Salão de beleza em shoppings pode funcionar de 10h às 16h, de segunda a sábado. Salões de rua podem funcionar de 9h às 15h, de segunda a sábado. Uso de máscara obrigatório em todos os procedimentos.
  • Academias de ginástica podem funcionar de 6h às 16h, de segunda a sábado. Atividades coletivas não são permitidas.
  • Transporte intermunicipal de passageiros permitido a partir de segunda-feira, condicionado a autorização da Arsepam e município de destino, com ocupação máxima de 50%
  • Funcionamento das atividades letivas facultado para escolas da rede privada para crianças até 5 anos, ou seja, creche e ensino infantil, com capacidade de 50% das salas de aula.

Por: G1 AM

Categoria

SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR

Please enter your comment!
Please enter your name here

Leia mais em