Foto: Rickardo Marques

Nos primeiros seis meses de 2018, o Procon recebeu mais de 22 mil reclamações de consumidores descontentes de atendimento recebido por empresas que prestam serviços essenciais no Amazonas. Concessionárias de abastecimento de água e energia elétrica lideram o índice de denúncias.

Ao todo foram 22.780 reclamações. De acordo com dados do Programa Estadual de Proteção e Orientação do Consumidor (PROCON/AM) foram 876 reclamações contra a distribuidora de água e 867 contra a fornecedora de energia elétrica. As próximas três posições ficaram com operadoras de celular que atuam no norte do país. Juntas, elas somaram 931 reclamações de clientes insatisfeitos com o serviço recebido.

Por fim, foi a vez de uma empresa que trabalha com televisão por assinatura via satélite e internet banda larga, em que foram registradas 163 denúncias de mal atendimento.

A Manaus Ambiental informou que vem adotando postura mais próxima e participativa junto à população. A empresa disse que deu início, nesta semana, no bairro Cachoeirinha, Zona Sul, ao projeto “Vem com a Gente”, que tem o objetivo de fortalecer a relação com o cliente e um atendimento mais próximo.

“A concessionária tem intensificado o atendimento itinerante e social com uma série de ações que visam proporcionar melhorias nos serviços prestados pela empresa. No mês de julho, realizou aproximadamente 900 atendimentos no residencial Cidadão 10, no Tarumã, na zona Oeste, entre negociações de débito, instalação ou substituição de hidrômetros, alterações no vencimento da fatura e retiradas de vazamento”, informou.

A reportagem do G1 tentou falar com a concessionária Amazonas Energia e aguarda retorno.

Como fazer sua reclamação?

Quaisquer demanda, seja de compra de bens ou prestação de serviços, em que o consumidor se sentir lesado, podem ser encaminhadas ao órgão.

As reclamações chegam ao Procon via 190 do Ciops, pelo telefone do Procon 0800 092 1512. Ou mesmo na sede do órgão que fica na avenida André Araújo, 1.500, no bairro Aleixo, Zona Centro-Sul de Manaus. O órgão recebe uma média de 200 reclamações presenciais por dia.

Ao chegar ao órgão, o consumidor é encaminhado até o setor de atendimento, onde um funcionário entra em contato com empresa reclamada pra resolver a situação. Segundo o órgão, nesses casos há em torno de 60% de sucesso na resolução deste tipo de demanda.

Quando cliente e empresa não chegam a um acordo neste primeiro momento, os funcionários do Procon notificam a empresa para que um encontro de reconciliação seja realizado. Se mesmo após o encontro não houver acordo, a lide é encaminhada ao juizado de pequenas causas.

Dados de 2017

Em 2017, de 2 de janeiro a 29 de dezembro foram 46.057 reclamações. A empresa que liderou as críticas foi a Manaus Energia com 2.541 reclamações, seguido da Manaus Ambiental com 1.661 reclamações. A

As três maiores empresas de telefonia celular receberam 2,440 denúncias. E, por último, a empresa que trabalha com televisão por assinatura via satélite e internet banda larga, teve 443 consumidores insatisfeitos com o serviço prestado.

Fonte: G1 AM

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here